Todos os dias a cidade tem novidades. Sonhos e acções que devem ser contados. Um serviço para Sapo.pt
04 de Novembro de 2008

A Ministra da Saúde, Dr.ª Ana Jorge presidiu, dia 31 de Outubro, pelas 19.00 horas em Évora, no auditório da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo à Cerimónia de Lançamento do Concurso para o Hospital Central do Espírito Santo em Évora.
O novo Hospital constituirá uma unidade hospitalar de Referência na Prestação de Cuidados de Saúde da região do Alentejo, com elevada diferenciação clínica e tecnológica.
O Hospital Central do Espírito Santo em Évora, será localizado na Quinta da Latoeira, propriedade do Estado, ocupando um área total de 25 Hectares, com uma área bruta construída de 70.000 m2 e um parque de estacionamento de 32.000 m2.
Esta unidade hospitalar irá dar resposta às necessidades de toda a população do Alentejo, em articulação com os outros Hospitais da Região. A sua área de Influência de primeira linha abrange 150 mil pessoas, correspondendo ao Distrito de Évora, num total de 14 Concelhos. Em segunda linha abrangerá cerca de 440 000 pessoas, correspondente a toda a região do Alentejo num total de 33 Concelhos (15 do Distrito de Portalegre, 13 do Baixo Alentejo e 5 do Alentejo Litoral).
Com a construção do novo Hospital, o Alentejo ficará servido de uma unidade hospitalar com elevada diferenciação clínica e tecnológica reflectindo-se no alargamento da sua actual carteira de serviços, a especialidades como a reumatologia, cirurgia plástica/maxilo-facial, cirurgia vascular e neurocirurgia ficando servido com as mais recentes tecnologias de Diagnóstico e Terapêutica, como seja o caso da Medicina Nuclear, Hemodinâmica, Angiografia Digital, Ressonância Magnética, Radioterapia e apostando no desenvolvimento das áreas de ambulatório, as quais reflectem o novo paradigma das tendências de ambulatorização.
Para além destas valências, o novo hospital ficará dotado dos mais avançados Sistemas e Tecnologias de Informação, que permitirão que todo o Hospital possa funcionar sem a utilização de papel, generalizando o processo clínico electrónico e partilhando a informação clínica com as restantes instituições de saúde.
Este Hospital será construído de forma a poder facilmente expandir-se em caso de necessidades futuras e a sua lotação de 351 camas, pode ser aumentada até às 440 camas, uma vez que 50% dos Quartos são individuais com cama dupla.
O investimento está estimado em cerca de 94 Milhões de Euros e será financiado por fundos próprios do Hospital, obtidos quer por via do seu capital Estatutário, cujo calendário de realização está ajustado ao cronograma de construção desta infra-estrutura, quer por via da alienação de património e do recurso a fundos comunitários.
O Concurso Público Internacional que amanhã será lançado, destina-se à execução da componente de Arquitectura e de Projectos Técnicos das várias especialidades, a que se seguirá a componente da Empreitada. Prevê-se que a obra se possa iniciar em 2010 e que a abertura ao público ocorra no final de 2013.
Refira-se que o Concurso Internacional que será amanhã lançado corresponde a uma legítima aspiração das populações do Alentejo em geral e do Distrito de Évora em particular e é ao mesmo tempo um passo em frente na modernidade e na eficiência do Sistema de Saúde em Portugal.
 

publicado por EOL às 07:00
tags:
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
arquivos
2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
"Emigração" é já hoje a palavra de ordem... Infeli...
Agradece-se publicidade ou colaboração na divulgaç...
Sem demérito para a citada, informo que a D. Ferna...
blogs SAPO