Todos os dias a cidade tem novidades. Sonhos e acções que devem ser contados. Um serviço para Sapo.pt
07 de Novembro de 2008

Mais de treze mil e quinhentas mulheres já foram rastreadas desde que em Janeiro de 2008 se iniciou no Alentejo o rastreio do cancro do colo do Útero.
Com efeito de Janeiro até ao passado dia 31 de Outubro foram rastreadas 13.552 mulheres num objectivo total de 36.332 a rastrear no primeiro ano. De salientar ainda que através dos exames efectuados, foram já diagnosticados 128 resultados anómalos e 7 casos neoplásicos.
O objectivo principal da Administração Regional de Saúde do Alentejo é fazer com que mais de cinquenta por cento das mulheres alentejanas se submetam ao rastreio do Rastreio de Cancro do Colo do Útero,
De referir que este rastreio se destina às mulheres entre os 30 e os 65 anos de idade, dos distritos de Beja, Portalegre e Évora num total de cerca de 110 000 mulheres, e envolve os 44 Centros de Saúde e as USF's, o Serviço de Anatomia Patológica do Hospital Espírito Santo de Évora e as consultas de Patologia Cervical dos Serviços de Ginecologia dos Hospitais de Beja, Portalegre e Beja.
O Rastreio tem como objectivo geral diminuir a morbilidade do cancro do colo do útero da população do Alentejo e como objectivos específicos aumentar a sobrevida das mulheres diagnosticadas com o cancro do colo de útero e ainda, conseguir que o cancro do colo do útero diagnosticado seja assintomático no momento do diagnóstico.
O rastreio está a ser feito utilizando recolha em meio liquido sendo a colheita efectuada nos centro de saúde e USF's de forma simples, eficaz e não dolorosa. De referir que foi colocado à disposição quer dos utentes quer dos profissionais de saúde um telefone verde gratuito (800 20 00 47) que funciona nos dias úteis entre as 10 e as 15 horas.
A Administração Regional de Saúde do Alentejo espera que todas as mulheres da população alvo acorram à convocatória que receberão em suas casas ao longo dos 3 anos em que decorre esta fase do rastreio, mostrando assim existir uma solidariedade biunivoca dentro do conceito da saúde positiva entre as instituições de saúde da região e a sua população.
 

publicado por EOL às 07:00
tags:
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
"Emigração" é já hoje a palavra de ordem... Infeli...
Agradece-se publicidade ou colaboração na divulgaç...
Sem demérito para a citada, informo que a D. Ferna...
blogs SAPO