Todos os dias a cidade tem novidades. Sonhos e acções que devem ser contados. Um serviço para Sapo.pt
27 de Janeiro de 2009

O deputado social-democrata Luís Rodrigues quer que o Governo esclareça se concorda ou não com a instalação de uma refinaria na região espanhola de Badajoz, na Extremadura, em consulta pública em Portugal até 24 de Fevereiro. "O Governo concorda ou discorda da instalação da refinaria, que pode impedir o avanço dos investimentos turísticos previstos para a região da albufeira de Alqueva?", questiona o deputado, num requerimento dirigido ao Governo e enviado hoje à agência Lusa. O requerimento de Luís Rodrigues, enviado sexta-feira aos ministérios do Ambiente, do Ordenamento do Território e Desenvolvimento Regional e da Economia e Inovação, solicita vários esclarecimentos, "com a maior urgência", sobre o projecto. O deputado, eleito pelo círculo de Setúbal, pretende saber se o Governo "já tomou alguma posição" relativamente à instalação da Refinaria Balboa, projectada para Santos de Maimona, província de Badajoz, a cerca de cem quilómetros da fronteira com a região portuguesa do Alentejo. "Na cimeira ibérica, o primeiro-ministro transmitiu a posição portuguesa ao primeiro-ministro espanhol?", interroga também o deputado do PSD. Luís Rodrigues quer ainda saber se o Governo já ouviu as autarquias envolvidas e qual a posição destas, assim como se os impactos ambientais do projecto foram avaliados e o que o executivo prevê fazer "junto dos empresários turísticos portugueses caso a refinaria se concretize". O mesmo eleito do PSD recorda que as expectativas geradas à volta do empreendimento de Alqueva "foram e são enormes", nomeadamente no que toca à agricultura e ao desenvolvimento turístico. "Diversos projectos privados de qualidade foram desenvolvidos e muitos até foram classificados PIN pelo Governo", lembra. O deputado aludiu ainda a declarações recentes de José Roquette, que lidera o Parque Alqueva e falava em nome de outros promotores turísticos da zona da albufeira, que afirmou que, caso a refinaria avance, esses investimentos poderão ficar inviabilizados. "Neste cenário, os projectos turísticos não avançariam, estando prejudicado o investimento no valor de 1,3 mil milhões de euros e a criação de cerca de 2.500 postos de trabalho", reforça Luís Rodrigues. O deputado acrescenta ainda, no requerimento, que o projecto espanhol pode causar "impactos muito graves", para Portugal e para o Alentejo, na albufeira de Alqueva e nas perspectivas de investimento do lado português. O projecto da refinaria, promovida pela empresa Refinería Balboa, S.A., envolve um investimento superior a dois milhões de euros, tendo os promotores recusado já quaisquer impactos em Portugal.

publicado por EOL às 18:10
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
16
17
18
19
20
22
26
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

arquivos
2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
"Emigração" é já hoje a palavra de ordem... Infeli...
Agradece-se publicidade ou colaboração na divulgaç...
Sem demérito para a citada, informo que a D. Ferna...
blogs SAPO