Todos os dias a cidade tem novidades. Sonhos e acções que devem ser contados. Um serviço para Sapo.pt
31 de Outubro de 2007

É já no próximo dia 3 de Novembro que Évora tem a oportunidade única de assistir ao Concerto Sinfónico de Tango e Pop Espanhol com a Orquestra Filarmónica de Andaluzia, dirigida pelo maestro Juan José Garcia Caffi, com início marcado para as 21:30 horas, no Teatro Municipal Garcia de Resende.

Trata-se de uma adaptação de músicas populares argentinas e espanholas para um registo das grandes orquestras, captada de forma ímpar por este conceituado maestro argentino, há muitos anos radicado em Espanha.

Este espectáculo é fruto da parceria entre a Câmara Municipal de Évora, o Cendrev e a Caja Duero e nele se conjugam trabalhos feitos e já apresentados por Garcia Caffi junto com a Orquestra Filarmónica de Buenos Aires, a Orquestra de Radiotelevisão Espanhola e a Orquestra Sinfónica de Barcelona, tendo inclusive a música de Pop Espanhol sido candidata a um grammy nos EUA, como melhor obra sinfónica.

O maestro Garcia Caffi dirige pela segunda vez a Orquestra Filarmónica da Andalucia, tendo a primeira vez sido em 2004, aquando de uma tournée sinfónica com o cantor Juan Manuel Serrat, para além de ter feito alguns concertos com ela em diversos locais da Andaluzia.

“Nasci na Argentina, estou radicado em Espanha, viajo por muitos sítios, pois quem se dedica à música, à arte em geral, não tem sítio fixo, a sua casa é o mundo e a música é uma linguagem património da humanidade”, explica o maestro, acrescentando ser a segunda vinda a Portugal, um país onde espera vir mais vezes.

Em Évora está primeira vez, mas revela muita curiosidade por conhecê-la, tendo decidido, por isso, prolongar a sua estadia após a realização do concerto para descobrir de forma mais pormenorizada a região, não escondendo também já o seu encanto com o Teatro Municipal Garcia de Resende.

“Este teatro é uma jóia, já conheci bastantes, mas encontrar assim de surpresa um com estas características é muito pouco comum”, afirma com convicção, salientando que este é um teatro com um desenho muito exclusivo, uma arquitectura muito particular e está muito bem tratado.

Quanto ao concerto em Évora, o maestro Garcia Caffi considera que será do agrado de um vasto público, pois “as orquestras sinfónicas não servem só para fazer música clássica, elas estão também ao serviço de diferentes expressões e neste caso da música popular, com um tratamento de altura e de profundidade sinfónica”.

publicado por EOL às 08:00
Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
18
22
28
subscrever feeds
arquivos
2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
"Emigração" é já hoje a palavra de ordem... Infeli...
Agradece-se publicidade ou colaboração na divulgaç...
Sem demérito para a citada, informo que a D. Ferna...
blogs SAPO