Todos os dias a cidade tem novidades. Sonhos e acções que devem ser contados. Um serviço para Sapo.pt
31 de Maio de 2011

As crianças das escolas básicas do Alentejo estão a ser utilizadas para levar para casa hábitos alimentares saúdáveis. A mensagem é transmitida através de visitas ao Mercado Abastecedor da Região de Évora, que acolhe anualmente cerca de 400 crianças entre os 7 e os 12 anos, todas as terças e sextas-feiras. E ao Sapo, garantiram que os pais já ouvem dos filhos alguns conselhos para experimentarem comprar “este ou aquele legume”. Vera Amante, monitora do programa “5 ao dia”, é uma das anfitriãs que duas vezes por semana dá a conhecer a estes alunos, o mercado, o que nele se vende e ainda uma horta biológica existente no próprio mercado. Este é um programa para evitar pesos-pesados. “ A maior parte deles não conhece muitos dos legumes. Os mais novos porque ainda não se preocupam com o que comem. Os mais velhos porque não os consomem em casa. E é a casa que pretende chegar a Associação “5 ao Dia”. Apesar de se queixarem por serem “obrigados a comer sopa em casa”, os alunos do 1º ciclo do ensino básico, confessam que do que gostam é de batatas fritas, bolos e hamburgueres. Legumes cozidos “nem vê-los” diz a monitora, que atentamente observa os comportamento no intervalo da manhã. Refrigerantes,batatas fritas, sandes com muito fiambre e muita manteiga fazem parte da maioria das merendas dos mais novos. “Os mais velhos vão ao café e comem bolos. São poucos os que trazem uma peça de fruta” revela Vera Amante. Na escola os comportamentos não são muito diferentes. O lanche “é habitualmente composto por por bolos pré-embalados”, segundo Esperança Guerreiro. Professora há 32 anos, afirma que que ao longo da sua carreira assistiu a uma mudança significativa nos comportamentos alimentares das crianças. “Agora tem uma alimentação muito mais variada do que antigamente”. Apesar do excesso de doces, a professora lembra que na cantina da Escola EB 1 o Bairro da Comenda em Évora, é garantida uma grande variedade alimentar, em todos os almoços. E apesar de lamentar, compreende que “os pais têm pouco tempo o que os leva a comprar muitas refeições pré-confeccionadas para o jantar”.  Ao escrevermos sobre tanta comida já deve estar apensar na quantidade de gordinhos que frequentam as escolas do Alentejo. “No primeiro ano  não são mais do que eram antigamente, mas há medida que o tempo passa, eles crescem e a percentagem de gordinhos começa a aumentar”.  Palavra de Professora que revelou os trablhos que se seguem. Desenho e frases sobre os alimentos favoritos e os que viram no mercado e reconhecer as diferenças. Como trabalho de casa, dizer aos pais para comprar mais frutas e legumes “sem medos”.

publicado por EOL às 10:00
Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
30
subscrever feeds
arquivos
2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
"Emigração" é já hoje a palavra de ordem... Infeli...
Agradece-se publicidade ou colaboração na divulgaç...
Sem demérito para a citada, informo que a D. Ferna...
blogs SAPO