Todos os dias a cidade tem novidades. Sonhos e acções que devem ser contados. Um serviço para Sapo.pt
17 de Março de 2008

Mais um jogo, mais uma vitória desta vez em Santarém, num jogo em que o o Rugby Clube de Montemor entrou forte no jogo como era o seu dever e inaugurou o marcador através do Zé Alberto, depois de uma boa jogada colectiva. O resto da primeira da primeira parte não foi muito diferente, com os Mouflons sempre na “mó de cima” do jogo e obtiveram resultados através de 2 ensaios, um de Ricardo Ribeiro e outro de Francisco Soares, ensaio este que seria convertido pela marcador do segundo ensaio, Ricardo Ribeiro. Ao intervalo registava-se o resultado de 0-17.Na segunda parte a equipa da casa tentou responder e viria a marcar um ensaio convertido, mas sempre que o RCM acelerava o jogo, punha em sentido a equipa de Santarém e após mais um safanão no jogo chegou-se ao ponto final no resultado, fruto de mais um ensaio do ponta Zé Alberto que seria convertido pelo centro Pexardeco.No fim do jogo o marcador registou um saboroso 7-24, que mantém a equipa de Montemor na frente do grupo, aind a que há condição e a continuar a depender só de si para ganhar o grupo e jogar a meia final em casa. Nota negativa para mais uma lesão, desta vez do abertura João Baptista que se pensa ter fracturado o dedo médio da mão esquerda, a família do RCM deseja-lhe as melhoras como aos restantes lesionados.
Pelo Rugby Clube Montemor jogaram: Jorge Café Joel, Calção Fernando, Francisco Soares, Batata, Ricky, Nhé, João Baptista Bibe (Cap.), Pexardeco, Zé Alberto Chabal Semion. Entraram ainda: Tomáz, Cigarro, Tomé, Ramalho, Boguinha e Mihail.
publicado por EOL às 16:02


Uma empresa alentejana quer construir uma central de produção de energia, a partir de biomassa, para aproveitar o esperado aumento de bagaço de azeitona oriundo dos lagares do Alentejo, com a exploração dos novos olivais, muitos de espanhóis. A empresa Mariano Lopes e Filhos, instalada em Alvito e propriedade da União de Cooperativas Agrícolas do Sul, compra bagaço de azeitona a lagares do Alentejo, quer para extrair óleo, quer para o tratar. O presidente da UCASUL Aníbal Martins, explicou que, após o início da produção dos novos olivais, a empresa prevê receber anualmente “150 a 200 milhões de quilos” de bagaço. A central de biomassa vai permitir produzir energia através do bagaço tratado, o que constitui, para Aníbal Martins, uma “nova oportunidade de negócio”.
publicado por EOL às 15:09
Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
arquivos
2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
"Emigração" é já hoje a palavra de ordem... Infeli...
Agradece-se publicidade ou colaboração na divulgaç...
Sem demérito para a citada, informo que a D. Ferna...
blogs SAPO